Atina

{{ !userNews.np1 ? 'Eu sou' : userNews.np1 }}

  • Gestor
  • Professor
  • Aluno
  • Interessado
Contato

Tags

Compartilhe Twitter Facebook

Um novo programa em parceria com a Secretaria de Educação da Bahia, que será voltado para alunos e professores do Ensino Médio, foi lançado na última segunda-feira (4). Alinhado com uma proposta de Educação para o século 21, o programa traz os conteúdos em formato digital e interativo, além dos princípios da Educação híbrida para a sala de aula.

O lançamento aconteceu em Salvador, durante o XIX Virtual Educa, um dos principais eventos de Educação da América Latina que aconteceu pela primeira vez no Brasil, em parceria com o governo do Estado da Bahia. Durante a abertura do evento, ocorrido no Teatro Castro Alves, foi apresentado o vídeo com a proposta geral do programa. Confira:

A proposta do programa surgiu a partir de uma necessidade da própria Secretaria que, através do programa E-Nova, está levando a tecnologia e o ambiente virtual de aprendizagem para todas as escolas do estado. “Para isso, a gente precisa de conteúdo digital e, então, surgiu a ideia de ter o conteúdo nesse formato”, diz Nildon Pitombo, Subsecretário de Educação da Bahia.

O livro Bahia, Brasil: Identidade, Trabalho e Inovação transbordou as páginas de papel para ganhar o universo virtual. Os conteúdos serão disponibilizados em uma plataforma online em que alunos e professores poderão acessar em qualquer dispositivo, a qualquer momento. “O livro é feito para funcionar como uma grande plataforma de conteúdos interativos para serem incorporados à plataforma do Google Classroom, que está sendo disponibilizada para todos estudantes da rede estadual da Bahia”, conta Vinicius Saraceni, CEO da Atina.

Interação do público na sala experiência durante o Virtual Educa

Interação do público na sala experiência durante o Virtual Educa

Além da plataforma com os conteúdos digitais, o programa também prevê a formação de professores-multiplicadores da rede estadual para estimular o uso pedagógico das ferramentas tecnológicas. Para o professor Pedro Anselmo, vice-diretor do Colégio Estadual Luiz Tarquínio, o uso das tecnologias na sala de aula é um avanço necessário e com o qual todos serão beneficiados. “Essa história de o professor ser o dono da verdade acabou. Agora, ele é o mediador das situações de aprendizagem. E o ambiente virtual permite que ele exerça essa mediação com dinamismo. A tecnologia, agora, é minha parceira e eu fico surpreso comigo mesmo quando percebo que eu me superei”, conclui Anselmo.

Sala Experiência no Virtual Educa

Durante o XIX Virtual Educa, a Atina montou um espaço sensorial-reflexivo a partir de elementos do contexto baiano. “Montamos uma verdadeira praia em plena escola onde ocorreu o evento. Tinha barco, rede de pesca, som de praia, Sol, guarda-sol, cadeirinhas, violão, berimbau, coco e até sorvete”, conta Gabriela Saraceni, organizadora do espaço da Atina.

O objetivo da criação deste espaço foi chamar a atenção dos professores, alunos e outros participantes que passavam pelo evento, de como o contexto pode enriquecer o processo educativo. Diversas perguntas foram colocadas no cenário, com o objetivo de estimular a reflexão e revelar o potencial educativo do contexto: “por que o isopor mantém o sorvete gelado? De onde vem a areia da praia? Como os barcos não afundam no mar?….”

O aprendizado que surge a partir da observação do contexto e da identificação de questões relevantes para a vida dos alunos e professores é um dos eixos centrais da metodologia Atina. “O aprendizado começa dentro de um mundo conhecido. Ele é estimulado por lugares e pessoas familiares, por acontecimentos do cotidiano e pelas próprias experiências do estudante. Isso atiça a curiosidade dos jovens e a vontade de saber mais. Quisemos trazer um pouco dessa experiência para este evento”, complementa Gabriela.

Ao longo do evento, uma enquete virtual foi feita para saber de onde vinham as pessoas que passavam pelo nosso espaço sensorial. Veja só o resultado

Origem do público que visitou e interagiu com o estande da Atina Educação no Virtual Educa

Origem do público que visitou e interagiu com o estande da Atina Educação no Virtual Educa

Palestra

A Atina também entrou na programação das palestras do XIX Virtual Educa com a temática Aprendizagem ativa, contextualização e ensino híbrido como pilares para Educação do século 21 na Bahia. O destaque foi para a palestra da arquiteta de aprendizagem da Atina, Julia Pinheiro Andrade.Durante mais de uma hora, centenas de professores ouviram e participaram da palestra. Julia trouxe plataformas interativas que permitiu que os participantes pudessem responder perguntas e trazer sua opiniões a partir das experiências de cada um.

Ela reforçou a importância da inversão do currículo para o ensino por competências. “É preciso haver uma inversão do currículo escolar de uma escola predominantemente centrada na transmissão de informações e dados para a escola centrada na compreensão profunda e na capacidade de transferir o conhecimento para situações sociais reais”, afirmou Julia.

Na mídia

Dar voz à Educação