Atina

{{ !userNews.np1 ? 'Eu sou' : userNews.np1 }}

  • Gestor
  • Professor
  • Aluno
  • Interessado
Contato

Tags contexto local

Compartilhe Twitter Facebook

Alunos entrevistam moradora local em busca de saberes populares. Crédito: Criativos da Escola (divulgação)

A sabedoria de um povo nem sempre está guardada em registros. Foi entrevistando os idosos do município de Rio do Antônio (BA) que os alunos de Ensino Médio do Colégio Estadual do Rio do Antônio perceberam a riqueza que estava começando a se perder: o poder das plantas medicinais.

Conhecimento passado de geração para geração, os alunos detectaram durante as entrevistas que os jovens não estão mais interessados nas vivências dos seus pais e avós. E com isso, informações riquíssimas sobre as plantas medicinais da região estavam se perdendo.

Catálogo apresentado durante a Feira de Ciências. Crédito: Criativos da Escola (divulgação)

Tudo começou durante as atividades do Clube de Ciências da escola, orientados pela professora Roberta Correia Pereira Lima. Os alunos realizaram questionários com os idosos da comunidade e após uma vasta pesquisa de campo, observações em laboratório e entrevistas, eles conseguiram criar um catálogo com mais de 70 plantas medicinais.

Alunos usaram equipamentos de laboratório para identificar as espécies. Crédito: Criativos da Escola (divulgação)

O trabalho foi a fundo nas questões técnicas. Para preservar as amostras de plantas, os alunos construíram uma mini-estufa e foram atrás dos nomes científicos de cada espécie. Apresentado na Feira de Ciências da região, o trabalho também foi um dos vencedores do Desafio Criativos da Escola, promovido pelo Instituto Alana. Em breve também fará parte do livro Práticas para Compartilhar – Vol. 2, uma iniciativa da Secretaria de Educação da Bahia e a Atina Educação.

Fonte: Criativos da Escola

Na mídia

Dar voz à Educação